Quanto custa abrir uma empresa e como reduzir os gastos

Quanto custa abrir uma empresa e como reduzir os gastos

Quer saber quanto custa abrir uma empresa e como reduzir esses gastos na hora de começar seu negócio?

É fácil se perder em meio aos documentos, taxas, licenças e despesas inevitáveis do processo de abertura — e a conta pode sair bem cara no final.

Por isso, é fundamental ter a orientação de um contador para escolher os enquadramentos mais vantajosos e pagar o mínimo possível nessa etapa inicial. 

A seguir, vamos dar exemplos de quanto custa abrir uma empresa e ajudar você no cálculo. 

Continue lendo e saiba como economizar na hora de abrir seu negócio. 

Importância de saber quanto custa abrir uma empresa 

Saber quanto custa abrir uma empresa é uma das primeiras dúvidas do empreendedor.

Afinal, é preciso colocar todos os gastos na ponta do lápis e ter um bom planejamento financeiro antes de realizar o sonho de abrir seu próprio negócio. 

De início, já pensamos nas taxas, alvarás, registros, licenciamentos e os próprios impostos que terão de ser pagos ao governo.

Além desses custos, ainda temos que considerar o capital necessário para dar início às operações da empresa, contratações, honorários contábeis, tecnologias e várias outras despesas só para abrir as portas.

Depois de somar todos esses gastos, o empreendedor pode determinar quanto será investido no negócio e medir o retorno sobre o investimento (ROI). 

Obviamente, quanto mais econômico for esse processo, mais rapidamente o dinheiro será recuperado em forma de lucro. 

Por isso, é importante entender quanto custa abrir uma empresa no Brasil e como reduzir esses gastos na hora de começar seu negócio. 

Quanto custa abrir uma empresa no Brasil

Não é fácil determinar quanto custa abrir uma empresa no Brasil, já que cada estado e município praticam preços diferentes para taxas e licenciamentos.

Além disso, o tipo societário e porte da empresa influenciam nos valores para abertura do negócio, tornando difícil ter uma estimativa certeira para todos os empreendedores.

A última estimativa nacional do custo para abrir empresa no Brasil foi divulgada pelo Banco Mundial no relatório Doing Business 2017, que chegou ao valor médio de R$ 1.581,16.

No entanto, a simplificação e digitalização dos processos de formalização de empresas já mudaram bastante o cenário de lá para cá. 

Hoje, está menos burocrático abrir empresa no Brasil e, em alguns casos, até mais barato.

Mas, para economizar no processo, você precisa conhecer a legislação e fazer as escolhas certas em relação aos enquadramentos legais do negócio, além de contar com um bom profissional contábil. 

5 gastos que definem quanto custa abrir uma empresa

Para calcular quanto custa abrir uma empresa, vários gastos devem ser levados em consideração.

Veja quais são os principais. 

1. Custo de formalização

O custo de formalização da empresa é a primeira despesa que entra no cálculo do empreendedor.

Estão incluídos nesse custo a taxa para registrar o contrato social da empresa na junta comercial ou cartório de pessoas jurídicas do estado e guia de tributos DARE (Documento de Arrecadação de Receitas Estaduais), por exemplo. 

Os preços praticados pelos órgãos do governo variam conforme o estado e município.

Em São Paulo, por exemplo, a JUCESP cobra R$ 66,26 para registrar um Empresário Individual (EI) e R$ 151,86 para registrar uma Sociedade Empresária (tabela de preços de 2020). 

Já na JUCERJA, do Rio de Janeiro, registrar uma empresa individual ou EIRELI (Empresa Individual de Responsabilidade Limitada) custa R$ 414,00, enquanto o registro de uma Sociedade Anônima (S/A) sai por R$ 610,00 (tabela de preços de 2020). 

Como você pode ver, os preços variam conforme o tipo societário da empresa, aumentando conforme a complexidade da natureza jurídica. 

O único tipo de empresa que não paga essa taxa de registro é o MEI (Microempreendedor Individual). 

2. Custo de licenciamento

O custo de licenciamento abrange todos os gastos com licenças, alvarás e autorizações do governo que podem ser necessários para o funcionamento da empresa.

Felizmente, desde a promulgação da Lei da Liberdade Econômica (Lei nº 13.874) em setembro de 2019, todas as empresas que exercem atividades de baixo risco não precisam mais de alvará de funcionamento.

Para as empresas que exercem atividades de médio risco e alto risco, ainda é preciso passar pela vistoria e fiscalização,  e cada prefeitura tem um preço para o alvará de funcionamento. 

Além disso, pode ser necessário obter licenças ambientais de acordo com o impacto gerado pela empresa, área do empreendimento e atividade (no caso de empresas de mineração, indústria da transformação e saneamento, por exemplo). 

Outra despesa comum é a taxa de licença de funcionamento (TLF), cobrada pela prefeitura na abertura da empresa e depois anualmente, como forma de garantir que o estabelecimento está funcionando regularmente.

3. Custo de registro de marca

Quando for calcular quanto custa abrir uma empresa, considere também o registro da marca e possíveis patentes, caso queira proteger seus direitos de propriedade. 

De acordo com a tabela de preços de 2020 do Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), o pedido de registro de marca com especificação pré-aprovada custa R$ 142,00 para empresas de pequeno porte, pessoas físicas, microempresas e MEIs, e R$ 335,00 para as demais empresas.

Já um pedido nacional de invenção ou modelo de utilidade (patentes) custa R$ 70,00 para as pequenas empresas e R$ 175,00 para as restantes. 

4. Capital social

O capital social é o investimento inicial feito pelos sócios para colocar a empresa em funcionamento, que deve constar no contrato social.

Esse é o maior valor que você vai investir na abertura do negócio, pois inclui despesas iniciais com aluguel do escritório ou galpão, compra de equipamentos, contratação de funcionários, aquisição de tecnologias, etc. — tudo o que a empresa precisa para começar a operar.

Em alguns casos, o tipo societário escolhido pode ter um capital social mínimo, como no exemplo da EIRELI, que exige 100 salários mínimos para registro (equivalente a R$ 104.500,00 em 2020).

5. Outros custos 

Por fim, também é importante considerar algumas despesas extras para calcular quanto custa abrir uma empresa. 

O certificado digital, por exemplo, é um investimento necessário para empresas que pretendem emitir notas fiscais eletrônicas e ter acesso a serviços digitais.

Nesse caso, vale a pena adquirir um e-CNPJ ou NF-e, que custam a partir de R$ 200,00 no mercado.

Além disso, os custos com honorários de contador devem ser incluídos na conta, caso você ainda não use os serviços contábeis digitais. 

Quanto custa abrir uma empresa com a Contabilix

Sabe quanto custa abrir uma empresa com os serviços de contabilidade online da Contabilix? 

Simplesmente zero reais gastos com honorários de contador.

É isso mesmo: você pode abrir sua empresa grátis e pagar apenas as taxas obrigatórias do governo, além de se livrar de toda a burocracia e resolver tudo online.

Nossa equipe de contadores só precisa dos dados básicos da sua empresa para elaborar um contrato social e registrar seu negócio na junta comercial, e seu CNPJ sai em até 20 dias úteis

Além disso, você conta com orientação personalizada para escolher o tipo societário e regime tributário mais vantajosos, garantindo assim o mínimo de gastos com impostos após a abertura. 

E então, ficou claro quanto custa abrir uma empresa e por que é mais barato com a Contabilix?

Agora você pode calcular os custos do seu negócio e aliviar mais uma cobrança.

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *