Quanto custa um contador para empresa e como contratar

Quanto custa um contador para empresa e como contratar

Na hora de formalizar um negócio, muitos se perguntam quanto custa um contador para empresa e se esse profissional é mesmo necessário.

É o seu caso?

Pois saiba que o apoio do especialista é fundamental não apenas para dar o pontapé inicial no projeto empreendedor, mas em todas as suas fases.

Ou seja, o contador é figura imprescindível tanto ao tirar a ideia do papel quanto ao fazer a empresa sobreviver, crescer e prosperar.

Então, voltamos à questão central: será que custa caro?

É evidente que há um custo que precisa entrar no seu planejamento, mas ele pode ser muito menor do que imagina.

Curioso para descobrir? Acompanhe a leitura!

Quanto custa um contador para empresa?

Antes de dar detalhes sobre quanto custa um contador para empresa, vale entender o que há por trás do trabalho desse profissional.

Todo contador carrega uma grande responsabilidade ao exercer suas funções. 

Afinal, cabe a ele zelar pela apuração e pagamento de impostos, acompanhar o fluxo de caixa, elaborar balanços e muitas outras atividades fundamentais.

É uma espécie de braço direito do empreendedor. Sem ele, não é possível manter uma empresa lucrativa e em condições de disputar mercados.

Além de obrigatória em muitos casos, a sua presença é também uma garantia de que a empresa terá subsídios quando seus gestores precisarem decidir por alguma mudança. 

Não há negócio que prospere sem o apoio contábil, já que é a partir dele que as finanças podem ser tratadas e toda a parte operacional custeada.

Dito isso, vamos entender quanto custa um contador para empresa e o que influencia nesse valor.

O que influencia no custo

Você deve saber que, enquanto profissional liberal, um contador pode cobrar valores que variam bastante de um cliente para o outro.

Nesse caso, o orçamento dependerá de uma série de elementos. 

Porte da empresa, número de funcionários, segmento de mercado, regime de tributação e volume de notas fiscais emitidas são alguns deles.

Logo, uma empresa com 20 funcionários poderá investir menos em contabilidade do que uma com 100. 

Por outro lado, essa empresa com menos colaboradores talvez emita mais notas fiscais do que a outra, o que certamente influencia no valor a ser cobrado pelo contador.

Sabendo disso, você tem uma referência sobre o que é justo e o que não é adequado para o seu negócio.

Para ficar mais fácil, vamos ilustrar com alguns exemplos. 

Exemplos de serviços e preços

Vale destacar, antes de listarmos preços e serviços, que há escritórios de contabilidade tradicionais e outros online. 

Normalmente, os preços que se encontram na web são para serviços mais digitalizados, portanto, mais baratos que uma empresa de perfil mais conservador.

Você pode, por exemplo, encontrar pacotes mensais a partir de R$ 98.

Nos serviços oferecidos, podem estar a contabilidade geral da empresa, um contador dedicado, apoio no processo de abertura, emissão de notas, boletos e certificado digital. 

Também é possível contar com suporte do contador para cuidar da folha de pagamento e pró-labore da sociedade empresarial. 

A título de comparação, veja o que os próprios contadores dizem em um fórum online. 

De acordo com seus relatos, os preços para serviços como abertura e encerramento de uma empresa variam de um salário mínimo a R$ 2.500,00.

→ Não pague nada para começar. Abra sua empresa grátis agora mesmo!

Como se pode perceber, há profissionais que cobram honorários a preços de mercado, enquanto há empresas que oferecem pacotes mais enxutos e de menor custo.

Para a sua empresa, qual seria o mais indicado?

Por que você precisa de um contador

Além de uma obrigação, a contratação de um contador garante que as finanças da empresa sejam acompanhadas de perto. 

Isso porque cabe à contabilidade cuidar da gestão de entradas e saídas financeiras, registradas em documentos como o Balanço Patrimonial e o DRE (Demonstração de Resultados do Exercício).

No entanto, é no tratamento da parte tributária que o apoio de um contador se mostra indispensável, a começar pela escolha do regime.

Se você é um micro ou pequeno empresário, deve saber que o Simples Nacional tende a ser o mais vantajoso em virtude das facilidades na apuração e pagamento de impostos, certo?

Contudo, há casos em que a escolha pelo Lucro Presumido pode ser a melhor, dependendo do faturamento, tipo de atividade, entre outras características.

Mas como você saberia se não tem conhecimento contábil suficiente?

Então, para orientar nessa e em outras questões que exigem o olhar de um especialista, toda empresa precisa de um contador.

O que faz um contador

A contabilidade é uma especialidade essencial para qualquer negócio, já que é a única capaz de lidar com a parte financeira em todos os aspectos.

Na verdade, até mesmo um MEI (Microempreendedor Individual) precisa de um contador, embora não exista a exigência legal.

Afinal, cedo ou tarde, ele vai sentir falta de serviços contábeis. 

Um bom exemplo disso é quando o MEI tem um empregado contratado. 

Nesse caso, precisará cumprir com obrigações trabalhistas da mesma forma que uma empresa de maior porte.

Significa que ele terá que pagar encargos, prestar contas à Previdência Social e, claro, pagar impostos.

Já imaginou fazer isso tudo sem apoio de um contador?

Além disso, se exceder o faturamento máximo, terá que se desenquadrar, passando para a categoria de microempresa. 

A partir daí, estará sujeito às mesmas regras que as empresas obrigadas a ter contador.

Mas, é claro, um contador faz muito mais que apoiar o MEI em questões tributárias e trabalhistas. 

Veja algumas de suas funções:

  • Abertura e fechamento de empresas
  • Alterações em contrato social
  • Apoio no processo de tomada de decisão
  • Assessorias em assuntos fiscais e tributários
  • Auxílio na emissão de Certidões Negativas de Débito
  • Declaração do Imposto de Renda, orientação sobre eventuais isenções e como fazê-la
  • Elaboração de contratos de compra e venda junto ao advogado
  • Elaboração de documentos contábeis como balanços e demonstrativos.

6 dicas para escolher um contador

A verdade é que só se sabe quanto custa um contador para empresa quando se tem critérios de escolha bem definidos.

Sendo um serviço, a contratação desse profissional envolve aspectos que vão além da questão do preço.

Nesse caso, devem ser inclusos no pacote questões como credibilidade, facilidade de comunicação, experiência, adequação ao negócio e muitos outros.

Por isso, nós entendemos que a contratação de um contador tem mais chances de dar certo quando você adota medidas como as que listamos abaixo:

1. Peça indicações

Antes de ir a um médico, é provável que você peça indicações de pessoas que já conheçam o especialista em questão, não é mesmo?

No caso do contador, vale tomar o mesmo cuidado antes de contratar. 

Comece perguntando para pessoas que trabalham em empresas consolidadas no mercado e que tenham resultados comprovados. Certamente, por trás do sucesso delas, estará um contador competente.

Mesmo que você não conheça ninguém a quem consultar, pela internet ou mesmo por telefone, é possível pedir indicações de forma direta. Afinal, perguntar não ofende.

Claro que, em um primeiro momento, a busca deve começar por amigos, parentes e conhecidos. 

E se esse primeiro filtro não satisfazer, você sempre pode ampliá-lo até encontrar a indicação ideal.

2. Estabeleça metas

Seu negócio precisa de um contador apenas para garantir o pagamento de impostos? 

Ou, quem sabe, sua necessidade seja encontrar um parceiro que oriente em assuntos mais estratégicos?

Independente da demanda, o custo-benefício de um contador será muito mais favorável quando sua contratação vir acompanhada de metas.

Afinal, ter alguém para cuidar dos impostos é bem diferente de ter apoio para decidir sobre o que fazer para a empresa crescer.

Em outras palavras: a contratação de um contador deve se alinhar aos objetivos que você tem para o seu negócio.

3. Considere o perfil do contador

Existem advogados tributaristas, trabalhistas, cíveis, e, entre eles, há os que são mais ou menos atualizados.

Esse princípio também se aplica aos contadores. Portanto, se a sua empresa trabalha com vendas no varejo, o mais indicado é contratar um especialista nesse segmento.

Quer dizer que um contador mais generalista não possa dar conta do recado? Não necessariamente, dependendo dos objetivos que a sua empresa tenha.

Por isso, se você precisa de um contador que realmente faça a diferença, então, o melhor a se fazer é buscar por alguém que conheça o mercado no qual o seu negócio está inserido.

Assim, além do perfil do profissional, leve em conta a experiência dele em fazer a diferença para os clientes que atende.

Considere a vinda de um contador como um casamento

Quando os perfis da empresa e do profissional são compatíveis, a tendência é que a relação seja duradoura e produtiva.

Do contrário, o risco de uma separação precoce é iminente.

4. Procure por referências

Em alguns casos, mesmo que o contador seja indicado ou que ele apresente um perfil compatível, é possível que o seu perfil profissional peça uma avaliação mais profunda.

Afinal, é no passado que um profissional constrói sua reputação e consolida sua credibilidade, certo?

Dessa forma, é igualmente válido buscar por referências da pessoa ou empresa que você esteja contratando junto a antigos clientes ou empregadores.

Nessas diligências, pode ser que você descubra um talento útil e que seria ignorado se não fosse pela orientação de terceiros.

O mesmo pode acontecer em relação a possíveis incompatibilidades que o contador possa ter em potencial e que, em um primeiro momento, não seriam reveladas.

Quanto mais informação, melhor a contratação. 

5. Avalie a disponibilidade

Seria pouco útil contratar um ótimo profissional se ele não estiver sempre disponível para atender sua empresa.

Esse é um cuidado que nem sempre os gestores de RH e líderes de empresas tomam ao contratar um contador.

Na ânsia de trazer para o time um profissional com boas indicações e de boa reputação, acabam deixando de lado esse aspecto fundamental da relação.

É como ter um excelente jogador na sua equipe de futebol constantemente lesionado ou servindo à seleção.

Portanto, contador bom é aquele que está de fato presente, sempre pronto para atender quando precisar e até quando não for solicitado. 

Nesse aspecto, as empresas de contabilidade online saem na frente, com plataformas modernas e acessíveis.

6. Confira o registro profissional

Todo profissional liberal deve ter o devido registro no conselho de classe

No Brasil, o órgão que regula o exercício da profissão de contador é o Conselho Federal de Contabilidade (CFC).

Parece um cuidado exagerado, mas, na verdade, esse é um procedimento indispensável antes de assinar contrato com esse especialista.

Veja, por exemplo, o caso de um estelionatário que se fazia passar por contador para aplicar golpes.

Não vale a pena se arriscar, concorda? 

Por isso, antes de fechar com alguém, faça uma pesquisa no banco de dados do CFC e busque pelo registro profissional no estado de origem.

Como reduzir o custo de um contador para empresa

A gente viu alguns tópicos atrás que serviços contábeis online custam menos, se comparados com os escritórios tradicionais.

Tudo isso, claro, sem perda de qualidade dos serviços e no atendimento, que é o mais importante.

Assim sendo, dá para ter um ótimo contador ao seu lado pelo menor custo.

A Contabilix é a solução ideal para que a sua empresa tenha o melhor da contabilidade online a um preço extremamente acessível.

Seja para abrir uma empresa ou para trocar de contador, estamos aqui para ser seu parceiro de crescimento.

Conclusão – Economize com a contabilidade digital

Sem contador não há negócio que avance.

Por tudo que vimos no artigo, esse é um profissional imprescindível em virtude da sua importância operacional e estratégica.

São razões mais que suficientes para investir na sua contratação, desde que ela seja criteriosa, orientada e seguindo as dicas que você aprendeu aqui.

E se você já tem uma opinião formada, vamos conversar sobre a sua empresa.

Na Contabilix, o compromisso número 1 é com nossos clientes. 

Somos parceiros desde o cumprimento das obrigações fiscais até a hora de orientar no processo de tomada de decisões. Faça contato conosco e teremos prazer em ajudar sua empresa a prosperar!