Cada vez mais brasileiros buscam saber qual é o capital necessário para abrir uma empresa no país.

Eles reconhecem que o empreendedorismo pode ser um caminho para melhorar de vida, tanto pelo lado financeiro quanto pela satisfação de poder trabalhar com o que se gosta.

Mas aí vem uma dúvida comum: será que eu preciso ter uma boa reserva de dinheiro para poder investir e começar meu negócio?

A resposta curta para quem quer saber qual é o capital necessário para abrir empresa no Brasil é que depende.

Sabemos, porém, que essa não é a resposta que está procurando e vamos ajudar no seu planejamento.

Para não ficar em cima do muro e deixar você na mão, preparamos este artigo, no qual trazemos todas as informações para responder essa e outras questões.

Siga acompanhando!

Qual é o capital necessário para abrir empresa?

O cálculo do capital necessário para a abertura de uma empresa depende de uma série de fatores.

O primeiro deles é o tipo de empreendimento que você deseja abrir. 

E não estamos falando sobre o segmento de mercado no qual quer atuar, se vai vender produtos ou serviços.

A questão que mais impacta o investimento exigido para começar um negócio é o porte dele.

Quanto maior a complexidade da organização, maior a quantia exigida, é claro.

Entenda a seguir quais são os tipos de empresas que podem ser abertas no Brasil e comece a fazer as contas para iniciar a sua.

Capital para abrir empresa MEI

MEI é a sigla para microempreendedor individual, uma modalidade criada pelo governo federal para quem quer desenvolver um pequeno negócio sozinho, sem sócios.

É o menor tipo de empresa hoje existente.

Não por acaso, foi pensado justamente para abrigar aqueles trabalhadores que viviam na informalidade, como os vendedores ambulantes e prestadores de serviços.

A intenção era criar um registro simplificado, incentivando que autônomos de diversas áreas saíssem dessa situação informal com a possibilidade de ter um CNPJ.

E assim foi feito, já que não é necessário despender nenhum valor para a formalização junto aos órgãos oficiais (dos governos federal e municipal).

Ou seja, você não precisa de capital algum para começar, dependendo da sua ideia de negócio, é claro.

Além disso, como a modalidade é simplificada, tampouco é exigido pagar um contador para ajudar no processo.

Mas, atenção: não precisa, mas não quer dizer que não seja recomendado. 

Um escritório contábil pode ajudar o MEI nas obrigações com a Receita Federal e facilitar a organização financeira do negócio.

E quanto aos impostos?

Das notas fiscais que o microempreendedor individual emite, não é descontado nenhum valor, mas ele precisa pagar seus tributos em uma quantia mensal que é fixa, de acordo com a área em que atua.

Veja quais são esses valores em 2020:

  • Comércio e indústria: R$ 53,25 (R$ 52,25 de INSS e R$ 1 de ICMS)
  • Serviços: R$ 57,25 (R$ 52,25 de INSS e R$ 5 de ISS)
  • Comércio e indústria: R$ 58,25 (R$ 52,25 de INSS e R$ 6 de ICMS e ISS)

Entre as outras obrigações, o MEI deve declarar as suas receitas brutas do ano anterior até o dia 31 de maio, mas não precisa pagar nenhum valor por isso.

Contudo, o titular do registro do MEI deve apresentar a declaração de Imposto de Renda Pessoa Física caso a parcela tributável de sua renda bruta (lucro evidenciado menos a parcela isenta, que é 32% da renda bruta) no ano anterior superar o total de R$ 28.559,70.

E quanto ao investimento para a estrutura, nesse caso, qual é o capital necessário para abrir empresa?

Isso vai depender de qual negócio o microempreendedor individual está abrindo. 

Muitos iniciam suas empresas com os equipamentos que já possuem.

Um editor de vídeo, por exemplo, pode precisar apenas de um bom computador, que já tem em sua casa.

Capital para abrir empresa como Empresário Individual

No quesito capital inicial para a estrutura do negócio, vale o mesmo para o Empresário Individual: depende da complexidade do negócio.

Mas aqui cabe ressaltar as diferenças para o MEI.

O empreendedor vai optar por essa modalidade quando o limite de faturamento de R$ 81 mil anuais for muito baixo.

Esse é o teto de receitas do MEI ao longo de um ano. Ou seja, ele não pode faturar mais do que isso.

Se for o caso, vale considerar a abertura do negócio como Empresário Individual.

Enquadrado na modalidade do Simples Nacional, por exemplo, ele poderá faturar até R$ 4,8 milhões por ano.

E também é uma boa ideia para abrir empresa caso queira contratar mais de um funcionário (no MEI, só é possível contratar um).

Ou seja, a tendência é que o Empresário Individual tenha um negócio de maior porte e complexidade.

Por isso, a estrutura inicial necessária, provavelmente, será maior.

Não existe um capital social mínimo, mas sim um custo para formalizar a empresa junto aos órgãos oficiais, que varia de acordo com a cidade e estado.

Quanto aos impostos, vale ficar atento, pois não se trata de uma taxa fixa como no MEI: o valor vai depender da receita bruta.

O empreendedor que se enquadrar no Simples Nacional pode pagar os impostos em um documento único de arrecadação.

Há ainda a possibilidade de declarar nas modalidades de Lucro Real ou Lucro Presumido – o empreendedor deve avaliar o que é mais vantajoso no seu caso.

Capital para abrir empresa Eireli

Eireli quer dizer Empresa Individual de Responsabilidade Limitada. Assim como as duas categorias anteriores, essa só pode ser constituída por um sócio.

A grande diferença é que o empreendedor que comanda uma Eireli não tem seu patrimônio pessoal afetado por dívidas da empresa.

Para poder abri-la, é preciso declarar um capital social de pelo menos 100 salários mínimos – o que equivale a R$ 100.039,00, segundo o valor atualizado em 1º de janeiro de 2020.

Os impostos a serem pagos também são vinculados à receita e dependem do regime tributário escolhido. 

Da mesma forma que os custos para a formalização do negócio variam de acordo com a localidade.

Capital para abrir empresa em sociedade

Se você quer abrir uma empresa com um ou mais sócios, as modalidades de que falamos acima não servem.

As que servem são:

  • Sociedade Simples Pura
  • Sociedade Limitada
  • Sociedade em Nome Coletivo
  • Sociedade em Comandita Simples
  • Sociedade Comandita por Ações
  • Sociedade Anônima, Sociedade Cooperativa
  • Sociedade em Conta de Participação
  • Sociedade de Advogados.

Cada uma tem suas particularidades, então, é preciso analisar seu caso com atenção e critério para decidir qual vale mais a pena e tem mais a ver com seu caso.

No restante, vale repetir a dica anterior: o custo para formalizar um negócio depende da atividade e do estado onde ela será instalada.

Apenas como referência, R$ 2.380,00 é o valor médio exigido como investimento para abrir uma empresa no Brasil, segundo o Banco Mundial.

Como calcular o capital para abrir empresa

Você viu até aqui que o custo para formalizar a abertura da empresa não é o mesmo em todo o Brasil, certo?

Além disso, embora a estimativa do Banco Mundial pareça um pouco alta, leve em conta que ela considera também negócios de grande porte, que talvez em nada se pareçam com o que planeja.

A própria entidade faz a ressalva de que o valor pode variar de R$ 1.576,00 a R$ 3.184,00.

Não significa, contudo, que você não possa economizar ao abrir empresa.

Em São Paulo (capital), por exemplo, custa R$ 73,67 para abrir uma Empresa Individual na Junta Comercial e R$ 176,91 para empresa em sociedade. 

O custo do alvará da prefeitura é R$ 160, a depender da atividade exercida.

Já em Fortaleza, os valores são R$ 116, R$ 208 e R$ 473,88, respectivamente.

Mas se você quer saber qual é o capital necessário para abrir empresa, esses custos são apenas uma parte do que será investido.

Além de informar-se sobre os valores na sua cidade, o cálculo deve levar em conta a emissão de documentos, o capital social necessário, infraestrutura, assessoria e outras despesas.

Isso sem falar em licenças específicas, que podem ser exigidas, conforme a atividade que será exercida.

Importância do contador nesta definição

Neste artigo, procuramos mostrar o básico sobre o assunto. 

Conforme você avança na busca pela resposta à pergunta “qual é o capital necessário para abrir empresa?”, vai ver que há uma certa complexidade no processo.

Por isso que contar com o auxílio de um contador é muito importante

Além de facilitar a abertura do empreendimento, ele vai garantir que o negócio siga um sistema de contabilidade que fique dentro da lei, livrando você do risco de multas e outras penalizações.

Isso sem falar no seu apoio para a correta gestão financeira, fiscal e tributária.

Conclusão – Abra empresa com a contabilidade online

Quer simplificar todo esse processo? Experimente os serviços da Contabilix, um escritório de contabilidade totalmente online.

Você pode abrir sua empresa de graça com a gente, sem nenhum gasto com contador.

Saiba mais sobre o Contabilix no site

Se tiver dúvidas, deixe um comentário abaixo.


Jean Bitar

Jean Bitar é fundador e CEO da Contabilix, empresário no mercado de Tecnologia desde muito cedo, formado em Ciência da Computação e Ciências Contábeis, com MBA em Auditoria e Perícia Contábil.

0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *