Demonstração de fluxo de caixa: o que é, para que serve e como fazer

Demonstração de fluxo de caixa

Você sabe como fazer a demonstração de fluxo de caixa (DFC) da sua empresa?

Apesar de não ser obrigatória para todas as pessoas jurídicas, conforme deliberação da CVM, trata-se de uma ferramenta importante para a gestão empresarial.

Ao longo deste artigo, você vai descobrir o que é a demonstração de fluxo de caixa, como fazer e quais informações analisar.

Siga a leitura.

O que é demonstração de fluxo de caixa (DFC)?

Demonstração de fluxo de caixa é um relatório consolidado das entradas e saídas de recursos do caixa da empresa em determinado período, evidenciando a origem e a aplicação por categoria, bem como o saldo financeiro final.

Faz parte do conjunto de demonstrações contábeis usadas para diversos fins, como a demonstração de resultado de exercício (DRE) e balanço patrimonial (BP).

Apesar do termo “caixa”, vale ressaltar que o relatório abrange também os equivalentes de caixa, como os depósitos à vista e investimentos de alta liquidez, aqueles conversíveis em dinheiro no curto prazo.

Ao demonstrar as variações do caixa (e dos equivalentes de caixa) de uma empresa em determinado período, portanto, a DFC considera:

As entradas:

  • Receita de vendas
  • Contratação de empréstimos (aumento das obrigações perante terceiros)
  • Receita proveniente de alienação (venda) de ativos.

E as saídas:

  • Pagamento de fornecedores
  • Diminuição de obrigações (como a amortização de dívidas)
  • Distribuição de dividendos, etc.

Todas as entradas e saídas capturadas pela demonstração de fluxo de caixa são categorizadas em três grupos, a saber:

1. Atividades operacionais, como a venda de mercadorias e serviços ou o pagamento de fornecedores 

2. Atividades de investimento, como aquisição e venda de ativos de longo prazo e de outros investimentos não incluídos nos equivalentes de caixa

3. Atividades de financiamento, como aquelas que resultam em mudanças na composição do capital próprio e de terceiros (recebimento/pagamento de juros sobre empréstimos, por exemplo).

Qual é a importância da demonstração de fluxo de caixa?

A demonstração do fluxo de caixa, quando usada em conjunto com outras demonstrações contábeis, oferece informações valiosas sobre a performance do negócio.

Trata-se de uma importante fonte de dados a ser usada como base para a tomada de decisões, tanto no nível estratégico quanto tático e operacional.

Entre os principais objetivos da demonstração de fluxo de caixa, podemos citar:

  • Mensuração da geração de caixa das atividades operacionais, de financiamentos ou de investimentos
  • Avaliação dos níveis de liquidez da empresa frente aos compromissos assumidos, sobretudo de curto prazo
  • Garantias de que as sobras de caixa estão sendo aplicadas corretamente, de forma a garantir o poder de compra da empresa no decorrer do tempo
  • Avaliação de alternativas de investimento, tanto no mercado financeiro quanto na expansão ou na melhoria dos negócios
  • Comparação do fluxo de contas a pagar com o de contas a receber, a fim de verificar se o ciclo operacional e financeiro está bem ajustado.

Como fazer a demonstração de fluxo de caixa?

Você pode fazer a demonstração de fluxo de caixa de duas maneiras: pelo método direto, que usa os dados da escrituração contábil, ou pelo método indireto, que usa a evidenciação do lucro líquido e seus ajustes.

A estrutura do método direto, mais aderente à realidade das empresas, é a seguinte:

Atividades operacionais

  • (+) Entradas de caixa
  • (-) Saídas de caixa
  • (=) Caixa gerado pelas operações.

Atividades de investimento

  • (+) Entradas de caixa
  • (-) Saídas de caixa
  • (=) Caixa gerado pelos investimentos.

Atividades de financiamento

  • (+) Entradas de caixa
  • (-) Saídas de caixa
  • (=) Caixa gerado pelos financiamentos.

Variação do caixa disponível

  • Saldo inicial 
  • Movimentação
  • Saldo final.

Exemplo de demonstração e fluxo de caixa

Vamos então a um exemplo de como fazer a demonstração de fluxo de caixa pelo método direto, conforme o esquema demonstrado acima.

Os valores fictícios usados a título de exemplificação na planilha abaixo, em uma situação real, devem ser retirados das contas contábeis da empresa.

Atividades operacionais 
(+) Receita de vendas      R$ 50.000,00
(-) Pagamento de fornecedores(R$ 25.000,00)
(=) Caixa gerado pelas operaçõesR$ 25.000,00
Atividades de investimento 
(+) Venda de ativos imobilizadosR$ 72.000,00
(-) Aquisição de ativos imobilizados(R$ 50.000,00)
(=) Caixa gerado pelos investimentosR$ 22.000,00
Atividades de financiamento 
(+) Recebimento de jurosR$ 100,00
(-) Amortização de dívida(R$ 20.000,00)
(=) Caixa gerado pelos financiamentos(R$ 19.900,00)
Variação do caixa disponível 
Saldo inicial R$ 0,00
MovimentaçãoR$ 27.100,00
Saldo finalR$ 27.100,00

Note que a movimentação é a soma dos resultados do caixa gerado por cada uma das atividades: operacionais (R$ 25.000,00), de investimento (R$ 22.000,00) e de financiamento (- R$19.900,00).

Como analisar uma demonstração de fluxo de caixa?

As demonstrações de fluxo de caixa podem ser analisadas de diferentes maneiras, dependendo do objetivo do usuário das informações.

Pode ser que você esteja interessado em descobrir se a geração de caixa operacional está dentro das expectativas ou se será necessário promover ajustes na precificação.

Ou talvez você queira descobrir se, com base na demonstração de atividades de financiamento, é possível contratar empréstimos sem estrangular o caixa e comprometer o capital de giro.

Uma das maneiras de fazer a análise é comparando, se possível com a ajuda de gráficos, relatórios de diferentes períodos.

Assim será possível verificar se a geração de caixa está em tendência de crescimento, de queda ou andando de lado.

Como a contabilidade online pode ajudar?

A demonstração de fluxo de caixa, como vimos, consiste em um importante relatório, não apenas para uso do administrador, mas de outros stakeholders, como investidores, credores, etc. 

Em conjunto com outras demonstrações contábeis, retrata a saúde financeira da empresa e seu desempenho ao longo do tempo.

O objetivo é manter sob controle a gestão contábil e financeira do negócio, fator preponderante para o crescimento sustentável.

Como fazer isso de um jeito prático e simples?

Com a parceria de um escritório confiável de contabilidade online, como a Contabilix.

Graças às ferramentas digitais que automatizam grande parte dos processos, conseguimos reduzir em até 80% os custos dos planos em relação à contabilidade tradicional.

Se você precisa de um serviço de alta performance para sua empresa e a preços competitivos, venha para a Contabilix.

Não cobramos honorários pela abertura de empresas e, na troca de contador, o primeiro mês é por nossa conta.

Automatize sua contabilidade e maximize suas operações financeiras com Contabilix.

Abra sua empresa gratuitamente, sem sair de casa, sem burocracia e em até
15 dias úteis.

ABRIR CNPJ GRÁTIS

Contabilidade completa

A partir de R$ 94/mês
1º mês grátis.

Trocar de contador

Mais posts

Traga sua empresa para a Contabilix e garanta: