Nas empresas a adoção do ponto eletrônico para funcionários traz diversos benefícios para ambos os lados, isto é fato!  

Além da transparência no controle da jornada, questões relativas aos direitos trabalhistas e à gestão eficiente do banco de horas (e das horas extras) são resolvidas com muito mais facilidade com o controle de ponto de funcionários. 

Apesar de trazer tantos benefícios, ainda existem colaboradores que não conseguem enxergar os pontos positivos dessa tecnologia em suas rotinas de trabalho.  

Inclusive, ainda hoje, é muito comum vermos alguns funcionários preenchendo o ponto de maneira incorreta. 

Para solucionar este problema criamos este conteúdo exclusivo para ensinar como preencher o cartão de ponto do funcionário de maneira correta e evitar possíveis problemas.  

 

Aqui vão algumas dicas valiosas: 

  • Se o empregado trabalhou, mas não registrou os horários no cartão ponto corretamente ou deixou de assiná-lo; o empregador deverá cadastrar esse dia e na observação colocar como esquecimento de anotação por parte do colaborador. 
  • O empregador deve sempre atentar seus colaboradores para o preenchimento do cartão ponto, pois se trata de um documento que atesta as horas trabalhadas. 
  • O empregado deve preencher linha por linha do cartão. Cada linha refere-se a um dia de trabalho.
  • Caso haja preenchimento incorreto, o empregador deverá registrar no campo da observação a correção a ser feita e não utilizar corretivos ou borracha. A rasura no cartão ponto é considerada falta grave e passível de punição.
  • No cartão de ponto não pode haver nenhum espaço em branco, deve-se preencher os campos com Folga e Descanso. Os empregados devem ser instruídos quanto ao preenchimento correto do horário de almoço, para que o empregador não fique posteriormente responsabilizado pelo pagamento do referido período.
  • Todo cartão de ponto deverá ter no campo da observação assinatura do empregador e o registro de mudança de horário e/ou área caso tenha ocorrido.
  • O prazo para devolução dos cartões de ponto devidamente assinados pelos empregados deverá ser estipulado de acordo com o regulamento interno de cada empresa.
  • O empregado é responsável pela anotação correta do seu horário, devendo registrá-lo com a hora exata da chegada e saída de todos os dias laborados.
  • O registro no cartão ponto fora dos horários normais poderá acarretar punição disciplinar, a menos que o empregado seja autorizado a realizar hora extra ou cadastrar os horários com atraso, desde que haja um acordo entre as partes. 

  

Abra um canal de comunicação para dúvidas em sua empresa 

Alguns colaboradores têm vergonha ou até medo de fazer perguntas referente a gestão do ponto na frente de todos, seja por timidez ou por desconhecer o assunto.  

A nossa dica é que a empresa crie um canal direto para que eles possam tirar todas as dúvidas — principalmente relativas às questões trabalhistas. 

Trabalhe essa questão junto ao setor de Recursos Humanos porque é a área referente ao setor de pessoal.  Dessa forma não será preciso responder às mesmas questões diversas vezes. 

Já para locais aonde a comunicação digital não chega com tanta facilidade, uma boa opção são os murais de avisos e as correspondências individuais. Este método costuma dar certo na maioria das ocasiões.  

Outra boa estratégia é o uso de TV Corporativa, com monitores localizados em pontos estratégicos, também pode atender muito bem a comunicação interna. 

 

Legislação e obrigatoriedade do ponto 

De acordo com o artigo 74 da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) toda empresa com mais de 10 funcionários deve realizar o controle de ponto, seja ele manual, eletrônico ou digital.  

A organização é responsável por determinar qual a melhor maneira de fazer essa gestão. 

 

Quais os benefícios que o controle de ponto pode oferecer a empresa: 

De início, são vários. Mas iremos destacar os principais neste conteúdo.

Explicar a obrigatoriedade do ponto eletrônico para os colaboradores é fundamental para que entendam que a empresa está apenas cumprindo a lei ao adotar essa medida.  

Agora iremos deixar claro o benefício do controle de ponto: 

  • Mais segurança para o trabalhador 

O primeiro aspecto que você pode explorar é a segurança que o sistema de ponto oferece para os trabalhadores. 

Nos dias de hoje a justiça brasileira muitas vezes condena o controle manual de ponto por não oferecer segurança nos dados consolidados, nem para a empresa, nem para os trabalhadores. 

Esse cenário faz com que as questões trabalhistas discutidas na justiça se tornem ainda mais complexas e demoradas.  

 

  • Segurança para a empresa 

Todo colaborador sabe que qualquer empresa tem em mente aumentar seus ganhos e diminuir seus custos.  

Por isso, não menospreze a inteligência de seus funcionários e seja sincero nas vantagens da adoção do controle de ponto eletrônico também para a empresa. 

Você pode abordar, por exemplo, questões relativas a possíveis erros no controle de ponto manual, legitimidade do relógio de ponto biométrico e o quão custosas e demoradas são as discussões relativas a esses temas na justiça, quando nem o funcionário nem a empresa possuem um controle efetivo de jornada. 

 

  • Otimização nos processos de RH 

Outro ponto vantajoso tanto para a empresa quanto para os trabalhadores é a agilidade que o ponto eletrônico para funcionários oferece no que tange aos processos do setor de RH.  

Pedidos de folga, alterações na jornada de trabalho e a gestão das horas extras serão feitos com muito mais facilidade e rapidez. 

Dessa forma, além de contribuir para um setor mais produtivo, o controle de ponto eletrônico melhora a relação com os colaboradores, oferecendo dados precisos e relatório personalizados.  

Deixe esses benefícios bem claros para todos os setores da empresa! 

 

  • Menos tempo para entrar e sair da empresa 

Por fim, vamos falar sobre uma questão prática que atrapalha e irrita tanto os trabalhadores quanto os gestores: a fila para bater ponto. Esse é um problema muito comum em empresas que utilizam o controle de ponto manual, uma vez que os processos são mais lentos e menos tecnológicos. 

Com a adoção do controle eletrônico ou digital, o começo e o fim da jornada de trabalho — e os períodos de folga — são abertos e finalizados com apenas um toque no aparelho.  

Uma boa maneira de demonstrar essa vantagem é explicando para eles como funciona o relógio de ponto biométrico. 

Cada um dos benefícios da adoção do sistema de ponto eletrônico deve ser amplamente divulgado para todos os colaboradores da empresa.  

Lembre-se que oferecer informações corretas é a melhor arma contra fofocas e dados imprecisos, por isso, invista tempo e esforço nessa missão! 

Gostou do conteúdo? Gostaria de mais dicas? 

Continue navegando em nosso site ou entre em contato conosco para obter mais informações. 

 


Jean Bitar

Jean Bitar é fundador e CEO da Contabilix, empresário no mercado de Tecnologia desde muito cedo, formado em Ciência da Computação e Ciências Contábeis, com MBA em Auditoria e Perícia Contábil.

0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *